quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Cuidado com o especialista em redes sociais


A história já provou: a novidade atrai os novos profetas. Não que mídias sociais sejam novidade, afinal, aquelas que reúnem jogadores de videogame já existem e já são exploradas comercialmente há quase uma década. Mesmo assim, não podemos negar o zunzunzum atual em torno delas.
Na esteira desse movimento, surgiram nos últimos meses dezenas de empresas e consultores “especialistas” em redes sociais. Entretanto, o que se tem visto até o momento são ações e conselhos baseados no achismo ou no “feeling”.
Se olharmos para trás, iremos encontrar algumas saídas que nos tirarão deste empirismo. Na sociologia, o campo que dá conta deste assunto é o da Análise de Redes Sociais (SNA, em inglês). Ele se dedica a propor métodos para a mensuração das relações de poder e influência, identificar pontos de concentração das informações, enfim, trata-se de uma área multidisciplinar – e, por isso, fascinante – que envolve, além da própria sociologia, estatística, matemática, comunicação e tecnologia.
Conhecer um pouco mais sobre SNA nos leva a questionar certas ações propostas por esses profissionais que, no fundo, não oferecem embasamento ou indicadores claros que permitam mensurar a real eficácia de uma ação de comunicação realizada neste tipo de ambiente.
Por exemplo, um dos melhores perfis para realizar ações no Twitter seria o de Marcelo Tas. Afinal, ele é dono de uma rede com mais de 280 mil seguidores. Logo, qualquer mensagem chegará a praticamente todos os rincões da “twittersfera”. Entrentanto, aplicando a metodologia de mensuração da SNA, veremos que isso não é verdade. Como a maioria dos seguidores de Tas são atraídos pela sua popularidade na TV ou por matérias na imprensa sobre o Twitter, essas pessoas não têm muitos seguidores de segundo nível. Basta conferir a lista de followers do jornalista para verificar o quão difícil é encontrar um perfil que tenha mais de 50 seguidores. Resumindo, uma mensagem difundida por ele perde força já na primeira camada da rede. Por outro lado, perfis com menos seguidores de primeiro nível, mas com uma rede de segundo nível mais concentrada, têm potencial e eficácia de comunicação muito maiores.
No exemplo hipotético a seguir, podemos observar isso. Suponhamos que Tas possui 6 seguidores e cada um deles é seguido por outras 2 pessoas. Se toda a rede de primeiro nível retuitar o jornalista, a mensagem original chegará a 12 usuários. O segundo usuário tem menos seguidores de primeiro nível (3), porém eles possuem uma rede de segundo nível muito mais forte, com 8 seguidores cada. Logo, se uma mensagem for retransmitida por toda a rede, ela chegará a 24 pessoas, ou seja, o dobro em relação à Tas.

A partir desta observação, quem você sugeriria para uma ação em redes sociais? Por esse motivo, na próxima vez que for contratar um consultor ou uma empresa “especializada” em redes sociais, pergunte como andam os conhecimentos em SNA.
Para quem quer se aprofundar em comunicação na redes sociais sugiro conhecer inicialmente o trabalho da Orgnet e comparar com aquilo que é oferecido no Brasil pelas ditas agências 2.0. Em seguida, vale uma parada no site da International Network for Social Network Analysis. Por fim, indico a leitura do e-book Introduction to Social Network Methods, que oferece uma bela visão sobre o tema. Com isso, você estará bem munido para encarar de forma crítica os argumentos e as proposta superficiais desses novos profetas da web 2.0.
(Andre de Abreu)
Fonte: http://imezzo.wordpress.com/2009/08/25/cuidado-com-o-especialista-em-redes-sociais/

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Conselhos de "Oprah Winfrey"

O que Oprah Winfrey tem a dizer sobre os homens:
- Se um homem quer você, nada pode mantê-lo longe.
- Se ele não te quer, nada pode fazê-lo ficar.
- Pare de dar desculpas (de arranjar justificativas) para um homem e seu comportamento.
- Permita que sua intuição (ou espírito) te proteja das mágoas.
- Pare de tentar se modificar para uma relação que não tem que acontecer.
- Mais devagar é melhor. Nunca dedique sua vida a um homem antes que você encontre o que realmente te faz feliz.
- Se uma relação terminar porque o homem não te tratou como você merecia, "foda-se, mande pro inferno, esquece!", vocês não podem "ser amigos". Um amigo não destrataria outro amigo.
- Não conserte nada.
- Se você sente que ele está te enrolando, provavelmente é porque ele está mesmo. Não continue (a relação) porque você acha que "ela vai melhorar". Você vai se chatear daqui um ano por continuar a relação quando as coisas ainda não estiverem melhores.
- A única pessoa que você pode controlar em uma relação é você mesma.
- Evite homens que têm um monte de filhos, e de um monte de mulheres diferentes. Ele não casou com elas quando elas ficaram grávidas, então, porque ele te trataria diferente?
- Sempre tenha seu próprio círculo de amizade, separadamente do dele.
- Coloque limites no modo como um homem te trata. Se algo te irritar, faça um escândalo.
- Nunca deixe um homem saber de tudo. Mais tarde ele usará isso contra você.
- Você não pode mudar o comportamento de um homem. A mudança vem de dentro.
- Nunca o deixe sentir que ele é mais importante que você... Mesmo se ele tiver um maior grau de escolaridade ou um emprego melhor.
- Não o torne um semi-deus.
- Ele é um homem, nada além ou aquém disso.
- Nunca deixe um homem definir quem você é.
- Nunca pegue o homem de alguém emprestado.
- Se ele traiu alguém com você, ele te trairá.
- Um homem vai te tratar do jeito que você permita que ele te trate.
- Todos os homens NÃO são cachorros.
- Você não deve ser a única a fazer tudo... Compromisso é uma via de mão dupla.
- Você precisa de tempo para se cuidar entre as relações. Não há nada precioso quanto viajar. Veja as suas questões antes de um novo relacionamento.
- Você nunca deve olhar para alguém sentindo que a pessoa irá te completar... Uma relação consiste de dois indivíduos completos.. Procure alguém que irá te complementar, não suplementar.
- Namorar é bacana mesmo se ele não for o esperado Sr. Correto.
- Faça-o sentir falta de você algumas vezes... Quando um homem sempre sabe que você está lá, e que você está sempre disponível para ele - ele se acha...
- Nunca se mude para a casa da mãe dele. Nunca seja cúmplice de um homem.
- Não se comprometa completamente com um homem que não te dá tudo o que você precisa. Mantenha-o em seu radar, mas conheça outros...
Compartilhe isso com outras mulheres e homens (de modo que eles saibam). Você fará alguém sorrir, outros repensarem sobre as escolhas, e outras mulheres se prepararem.
Dizem que se gasta um minuto para encontrar alguém especial, uma hora para apreciar esse alguém, um dia para amá-lo e uma vida inteira para esquecê-lo.
O medo de ficar sozinha faz com que várias mulheres permaneçam em relações que são abusivas e lesivas.
Você deve saber que você é a melhor coisa que pode acontecer para alguém e se um homem te destrata, é ele quem vai perder uma coisa boa.
Se ele ficou atraído por você à primeira vista, saiba que ele não foi o único.
Todos eles estão te olhando, então você tem várias opções. Faça a escolha certa.
Ladies, cuidem bem de seus corações...
Oprah Winfrey

Você sabe porque o SMS tem 160 caracteres?

Interessante tradução de uma matéria publicada no *Los Angeles Times
sobre o porquê dos 160 caracteres do SMS:*
Em 1985, o alemão Friedham Hillebrand pesquisava tudo relacionado a comunicações e trabalhava com um grupo que estava desenvolvendo um padrão para que celulares pudessem enviar e receber mensagens de texto, conhecidas hoje como Short Message Service, os famosos SMSs. Para chegar a esse número, Hillebrand sentou-se na frente de sua máquina de escrever e redigiu uma série de mensagens de diferentes tamanhos e sobre variados assuntos. Após o feito, analisou tudo o que tinha escrito,incluindo espaços, acentos e pontuações, chegando à média de 160 caracteres.
Entretanto, de acordo com o *site Sla*shdot, Hillebrand se aproveitou de um canal de rádio secundário que já existia para redes móveis e testou seu padrão, que no início ficou restrito a apenas 128 caracteres. No início, essas mensagens eram utilizadas apenas para dar avisos como força do sinal ou ligações.
Após alguns cortes de caracteres que poderiam ser utilizados, Hillebrand conseguiu aumentar em 32 caracteres as mensagens, chegando finalmente em seu número de 160. Isso aconteceu na mesma época em que se tornou um dos diretores do Sistema Global de Comunicações Móveis (GSM) em 1986, quando decretou que todas as operadoras deveriam adotar seu padrão.
Dois argumentos convincentes ajudaram Hillebrand, além de sua tosca pesquisa na máquina de escrever. Primeiro, Hillebrand informou que cartões postais normalmente continham 150 caracteres de texto. Depois, declarou que o Telex, um antecessor do e-mail voltado para empresas, também utilizavam número semelhante.
Outro empecilho que evitava um número maior de letras e outros sinais era o método de introdução desses caracteres. Em um teclado de celular, é preciso clicar até quatro vezes em um botão para se chegar nas letras desejadas, sem mencionar acentos e outras pontuações, que demandam mais trabalho ainda.

Quanto tempo vc tem que trabalhar pra comprar um BigMac?


Fonte: http://blog.gringo.nu/gringonews/how-long-do-u-have-to-work-to-get-a-big-mac

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Ambev volta a ser alvo de reclamações

Associação Brasileira de Bebidas publica um informativo no qual ressalta a importância do uso dos vasilhames comuns por todas as fabricantes de cervejas; medida seria uma crítica à embalagem de um litro, lançada pela multinacional
A Associação Brasileira de Bebidas (Abrabe) publicou um comunicado, nos principais jornais do País desta quinta-feira, 6 de agosto, defendendo a importância do uso da garrafa livre e retornável para assegurar a liberdade de escolha na hora de comprar uma cerveja.
O informe publicitário, assinado pela Andreoli MS&L, descreve uma série de vantagens que o vasilhame comum de cerveja pode trazer tanto para os consumidores como para os fabricantes de bebidas. Direcionado ao público, o texto traz a seguinte mensagem: "Você pode não perceber, mas muito da liberdade na hora de escolher a sua cerveja é garantida pela garrafa retornável. Ela é sempre igual, independente da marca, o que faz dela uma garrafa livre, de uso comum."
Embora não faça nenhuma referência direta, por trás desse alerta da Abrabe ao consumidor está implícita uma crítica à multinacional que, recentemente, foi condenado a pagar uma multa de mais de R$ 350 milhões por práticas de concorrência desleal: a Ambev (detentora das marcas Brahma, Antarctica, Skol e Bohemia).
Há alguns meses, a fabricante de cervejas lançou no País a garrafa de um litro para as suas marcas - como uma opção alternativa para os tradicionais vasilhames de 600 ml. A diferença é que esse novo tamanho de garrafa contém a marca Ambev impressa em relevo - o que, de acordo com os critérios da Abrabe, fere os princípios mercadológicos das garrafas retornáveis, que deveriam ser idênticas, para poderem ser reutilizadas por todos os fabricantes.
Por conta disso, a Associação publicou o informe, salientando que a "garrafa livre faz com que nenhum bebedor de cerveja seja refém de uma marca. Afinal, uma coisa é ser fiel a uma marca, outra é ser prisioneiro". De acordo com informações publicadas pela imprensa, os fabricantes de cerveja concorrentes da Ambev devem pedir a Secretaria de Direito Econômico (SDE) que investiguem o uso e a comercialização desse tipo de garrafa, sobretudo no mercado do Rio Grande do Sul - onde a participação da Ambev aumentou consideravelmente nos últimos meses, já que o vasilhame de um litro costuma ser vendido por um preço inferior ao da tradicional garrafa de 600 ml.
Com informações da Folha de São Paulo.

Quanto vale uma tuitada? … estrelando a comediante @twittess

via Upalelê de Kico Zaninetti em 20/08/09
A tuitada da @twittess (que é uma gostosa) custa R$500 cada. Sabe porque? Leia o e-mail marketing que ela enviou a um possível cliente.

O Ministro, os jovens e a TV

Certa tarde de domingo, os desafortunados espectadores do Domingão do Faustão assistiram a mais ou menos o seguinte diálogo inusitado entre o apresentador Fausto Silva e a cantora Adriana Calcanhoto:
Fausto: Você gosta de música?
Adriana: Não, eu não gosto de música. Eu odeio música!
O diálogo acima foi inusitado pela resposta irônica da entrevistada, a qual é bem inteligente. Mas não é inusitado pela pergunta estúpida do apresentador. No Faustão, geralmente os entrevistados fazem cara séria, e respondem às perguntas estúpidas como se fossem perguntas inteligentes. Poucos não suportam a estupidez e chutam o pau da barraca, como Adriana Calcanhoto fez.
Programas de TV são povoados por perguntas e pressupostos estúpidos como os que regem a escolha de perguntas de Fausto Silva. (Lembre do "Homer" visualizado pelo jornalista responsável pelo Jornal Nacional.) A doutrina por detrás dessa escolha é que o incompreensível afasta o público, o compreensível o atrai. E a TV quer público em quantidade, pois é remunerada pela quantidade de público. Assim, o pessoal da TV faz perguntas estúpidas na TV e apresenta programas estúpidos porque assim supostamente mantém a audiência dos que não são estúpidos, pois esses podem compreender uma estupidez, e não afasta a audiência dos estúpidos, pois esses compreendem o que é suficientemente estúpido para seu nível de compreensão.
A doutrina acima é perversa, pois estimula a estupidez, e essa não é um bem social, nem deve ou precisa ser estimulada. Podemos chamar tal doutrina da TV de doutrina da estupidez. Se essa doutrina está certa, então os mais estúpidos não são afastados, e os mais espertos aguentam o que é estúpido, pois isso ao menos é compreensível, e todos querem o conforto do conhecido, todos têm medo do desconhecido.
Bem, mas a doutrina está errada, pois nem todos têm medo do desconhecido, e os mais espertos preferem programas mais espertos. Eis porque, com a vulgarização do acesso à internet e a outras mídias onde todos podem produzir conteúdo, e há mais inteligência, houve migração e transformação de espectadores da TV para agentes do universo da web. E assim a TV e outras mídias que se regem pela doutrina da estupidez perderam público.
Entra o ministro das comunicações do Brasil, o sr. Hélio Costa. Ele está muito preocupado com o faturamento das empresas de rádio e TV, nem um pouco preocupado com a nocividade da estupidez para os jovens, como mostra a seguinte notícia:
“Juventude tem que “despendurar” da internet e voltar a ver TV, diz ministro
A abertura do 25º Congresso Brasileiro de Radiodifusão, promovido pela Abert, nesta terça-feira, 19, contou com um comentário inusitado do ministro das Comunicações, Hélio Costa. O ministro fez uma defesa arraigada do setor de rádio e televisão, e sugeriu que os jovens devem usar menos a internet e assistir mais programas de TV e de rádio.
“Essa juventude tem que parar de só ficar pendurada na internet. Tem que assistir mais rádio e televisão”, afirmou o ministro em seu discurso, após relembrar a distância entre o faturamento da radiodifusão e das telecomunicaçõ es. “O setor de comunicação fatura R$ 110 bilhões por ano. Desse total, somente R$ 1 bilhão é do rádio e R$ 12 bilhões das TVs. O resto vocês sabem muito bem onde está”, provocou o responsável pelas comunicações do país.” (Teletime)
O Hermenauta comenta:
Vejam que o Ministro não está dizendo que os jovens têm que largar a internet e ir namorar, ou estudar, ou praticar esportes. Está dizendo que os jovens têm que despendurar da internet -- que é uma indústria de telecomunicaçõ es -- e se pendurar na televisão -- que é uma outra indústria de telecomunicaçõ es, mas é mais próxima ao Ministro.
E, por que os jovens têm que voltar para a TV? Ora, porque o setor de rádio e TV fatura apenas 13 bilhões/ano de um total de 110 bilhões/ano faturado pelo setor de comunicações, só por isso!
Ainda bem que Hélio Costa não é ministro da saúde, pois ele poderia ser convidado a palestrar em um congresso da indústria farmacêutica, e acabaria reclamando das pessoas que abandonam o cigarro e não desenvolvem câncer e das pessoas que abandonam o açucar e não desenvolvem diabetes.
Artigo de Cesar Schirmer em seu blog Animot.
Fonte: http://animot.blogspot.com/2009/05/o-ministro-os-jovens-e-tv.html

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Grupo Galpão em Sete Lagas com a peça - Till a saga de um herói torto

Europa pressiona e Apple investiga explosões de iPhones e iPods

Por Macworld/EUA
Empresa disse que casos eram isolados, mas Comissão Europeia está apertando o cerco para que Apple esclareça os incidentes com os aparelhos.
A Apple está investigando os casos relacionados a explosões de iPhones e iPods. A iniciativa foi motivada pela consulta feita pela Comissão Europeia. A diretoria da Comissão questiona a segurança dos aparelhos para a população.
Na terça-feira (18/8), a Apple respondeu à Comissão dizendo que tratava-se de casos isolados, que não havia problemas gerais. Recentemente, um adolescente francês de 18 anos teve a região ocular ferida com a explosão de um iPhone. Segundo reportagem da agência AFP, o aparelho da namorada dele começou a apitar quando o vidro da tela sensível ao toque estourou.
Na Inglaterra, um iPod touch de uma menina de 11 anos explodiu e atingiu uma altura de mais de três metros de altura, de acordo com o pai da vítima. Segundo relato, o aparelho começou a apitar e soltar fumaça quando, de repente, explodiu e foi arremessado.
A Apple afirmar estar consciente de todos esses casos divulgados pela mídia, mas afirma que, enquanto não receber os equipamentos avariados para fazer uma análise técnica, não terá nada a declarar.
A Comissão Europeia também pediu explicações à Apple sobre o atraso de sete meses para liberar os documentos sobre a segurança dos iPods. A emissora norte-americana KIRO-TV conseguiu, depois de várias tentativas, ter acesso ao documento de aproximadamente 800 páginas. O relatório continha 15 ocorrências de iPods e iPhones, que pegaram fogo ou explodiram, ferindo seus consumidores.
A causa de todos esses problemas pode estar relacionada com o mau funcionamento das baterias. Em 2008, o Japão investigou problemas de superaquecimento de iPods nano e o problema das baterias havia sido confirmado pela própria Apple.

Nickelodeon muda de Logotipo

Marca Antiga

Marca Nova

O Nickelodeon, canal de TV por assinatura com programação destinadas a crianças, está prestes a mudar de identidade visual. Sai o Splash laranja e entra uma fonte arredondada “estilo web 2.0″ onde a letra “i” faz alusão a uma pequena criança, foco do canal.
Segundo a presidente Cyma Zarghami, a mudança se deu pelo fato da rede possuir vários sub-canais como o Nick em Nite, Nicktoons, Nick Jr. e TeenNick permitindo que a marca fosse aplicada de forma a conectar todos eles. Abaixo você confere a evolução da marca:

Fonte: http://comunicadores.info/2009/08/14/nickelodeon-muda-de-logotipo/

Mercado debate Fronteiras da Mídia

Práticas de planejamento, gestão de verbas, negociações e novos conceitos estão na pauta de discussão.
Com o objetivo de analisar a questão da mídia a partir da perspectiva dos anunciantes e agências a ABA (Associação Brasileira dos Anunciantes) promoveu na última semana o Fórum Internacional “Mídia, a Nova Fronteira Criativa”. O evento contou com a presença de renomados profissionais do mercado que debateram os mais recentes conceitos e práticas de planejamento, gestão de verbas e negociações, além de apresentarem cases considerados por eles como inovadores.
Para falar sobre como os veículos tradicionais estão se expandindo para as novas mídias, o evento contou com as participações de Armando Ruivo, diretor de marketing publicitário do Grupo Estado, e Claudio Santos, diretor geral de Mercado Nacional do Grupo RBS. Segundo Ruivo, diante da queda de assinaturas e dos novos e mais rápidos meios de informação, os jornais tiveram que buscar outros caminhos para reinventar a sua realidade. “De um modo geral, ao falar do Grupo Estado, as pessoas lembram apenas de três marcas: O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde e rádio Eldorado. No entanto, se abordarmos a gestão de marcas que realizamos, esse panorama muda de figura”, destaca Ruivo. De acordo com o executivo, como estratégia para sobreviver aos novos tempos, o Grupo realizou pesquisas no início de 2009 e verificou a oportunidade de trabalhar pontualmente quatro marcas do jornal: Paladar, Guia, Classificados e Link. “Isso nos proporciona uma pluralidade de audiências e é o exemplo de comunicação que perseguimos”, enfatizou.
Já Claudio Santos disse que o Grupo RBS procura não rotular as mídias como novas ou analógicas. “Na realidade, o que importa no mercado de consumo é a relevância. E é exatamente isso que procuramos fazer na RBS, criando plataformas de mídia amplamente diferenciadas e únicas”, afirma Santos. Segundo o diretor geral de Mercado Nacional do Grupo RBS, nos últimos dois anos o jornal Lance – especializado em esportes – é uma das publicações de maior tiragem. “Isso porque o seu conteúdo reage de acordo com o perfil do leitor. Desta forma, é o consumidor que dita determinado comportamento e não a tecnologia”, comentou Santos, que diz não acreditar no fim do ambiente analógico. “Essa mídia deve, porém, estar interligada a um conteúdo interativo e que tenha, acima de tudo, relevância para as pessoas”, enfatizou.
Santos acrescentou, ainda, que os veículos perdem cada vez mais o controle da exclusividade do conteúdo. Nesse sentido, ele destaca o conteúdo criado pelas empresas e marcas como a próxima onda a ser explorada no mercado.
Novos formatos
No painel que debateu as formas de comunicação das marcas com os consumidores, Igor Puga, sócio e diretor executivo da IDTBWA, apresentou o case desenvolvido para a Pedigree, marca de rações da Mars.
Segundo Puga, o objetivo da empresa era se destacar no mercado da categoria que, usualmente, explora somente os benefícios do alimento. “Sendo assim, a grande sacada foi abdicar da mídia de massa e fazer uma comunicação focada apenas na internet’, contou Puga. Conforme o executivo, há cerca de quatro anos, diante da perda de share nos Estados Unidos e Europa, a companhia criou a ação “Prova de Amor”, que estimulava a adoção de cães. Segundo ele, com o sucesso da iniciativa nos EUA, a Pedigree decidiu, então, replicar em 2007 o case no Brasil. “Fizemos parcerias com o Yahoo!, Google e MSN, e utilizamos de sua competitividade para estimular a adoção dos animais. Cada portal lutava pelo destaque de seu cão”, disse Puga.
Segundo ele, a ação gerou o impacto de mais de 16 milhões de internautas. E somente após o sucesso na internet é que a Pedigree decidiu partir para uma campanha de massa. Segundo ele, a empresa lançará em breve uma ação que trará como garoto-propaganda o cão mais votado pelo público, o do Yahoo!. “Obtivemos destaque editorial e o Google nos ofereceu mais palavras-chave além das já compradas. Este é um exemplo de formato que extrapola os formatos comerciais padrão”, enfatizou Puga. Já para Ricardo Monteiro, gerente de Mídia da Reckitt & Benckiser, quanto mais as marcas tentarem embutir o maior número de informações em uma comunicação, pior será o entendimento da mensagem pelo consumidor. “Por isso, é fundamental prezar pelo envolvimento. Sendo assim, é necessário que o seu conteúdo alie criatividade e uma boa composição das melhores formas de falar com o público”, disse Monteiro.
Inovação e boas histórias
Durante o painel que discutiu as formas como as marcas estão se comunicando com as pessoas, a gerente sênior de comunicação de marca da Avon para a América Latina, Cíntia dos Santos, enfatizou o posicionamento da empresa em apresentar uma comunicação relevante para os consumidores. “A Avon está presente em 15 países, mas toda a estratégia de mídia é desenvolvida regionalmente no Brasil”, disse.
A respeito de como as agências estão aproximando mídia, criação e planejamento e o impacto dessa evolução para o anunciante, Marlene Bregman, vp de negócios corporativos da Leo Burnett, enfatizou o valor do tempo para o aprendizado e quebra de paradigmas. “Em certas agências, essas paredes ainda não foram derrubadas. Inclusive, acredito que o conceito de integração já esteja superado. Hoje não temos mais que integrar, mas sim convergir”, afirma Marlene.
Já Luis Flávio Padilha, vp de mídia da Euro Brasil RSCG, apresentou cases para ilustrar os trabalhos que a agência vem desenvolvendo para os seus clientes. Um deles foi o lançamento, em 2007, do modelo C4 Pallas, da Citroën, que contou com merchandising na novela “Paraíso Tropical”, da Rede Globo. “Planejamento, mídia e criação desenvolveram juntos a iniciativa. Tivemos que apresentar o carro sem ele mesmo estar disponível na concessionária”, disse Padilha.
O painel contou, ainda, com a participação de Átila Francucci, que apresentou parte de palestra de Chuck Porter, sócio e chairman da Crispin Porter + Bogusky – realizada há cerca de dois meses no Clube de Criação, em São Paulo. “Porter diz que a mídia pode mudar, mas o poder da história não. Compartilho da mesma opinião. Não há moral sem história. E se ela for chata, não conseguirá atender ninguém”, complementou Francucci.
Por Juliana Welling
Fonte: www.propmark.com.br

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Panfletagem irregular vai gerar multa em Sete Lagoas

Por Celso Martinelli no setedias.com.br
Foi aprovada terça-feira em segundo turno na Câmara Municipal de Sete Lagoas a lei que disciplina a distribuição de folhetos, panfletos, folhas volantes e similares por pessoas físicas ou jurídicas nas ruas da cidade. Agora, promotores de eventos e lojistas que utilizam desse meio para divulgar seu produto têm uma série de regras a seguir. Dentre elas, proceder a limpeza diária do entorno do local onde é feita a panfletagem e também doar uma lixeira para o município, a ser instalada em local a ser definido pela Prefeitura. O não cumprimento pode render, na primeira autuação dos fiscais, multa de R$ 930,00 ao responsável.
De autoria do vereador Euro de Andrade (PP), a proposição determina que, além de obedecer às determinações do Código de Posturas do Município, os distribuidores deverão mediante apresentação das datas e horários para a distribuição do material, solicitar autorização no departamento competente da Prefeitura Municipal, além de portar, obrigatoriamente, crachás contendo o nome de cada um e, também, o nome e o endereço da empresa ou entidade responsável pela distribuição.
Segundo o vereador, a medida está diretamente ligada à preservação do meio-ambiente. “Normalmente, a empresa que opta ou promotora de eventos que opta por esta propaganda, só traz mais gastos para o município com limpeza de mais ruas e desentupimento de bueiros, tamanha a quantidade de papel que é distribuída aleatoriamente na região central da cidade. Agora, terão que dar uma contrapartida, no caso, uma lixeira a ser padronizada pela Prefeitura”, considera Euro de Andrade. A lei também veta o lançamento de folhetos e similares do alto de edifícios, veículos e de aviões ou balões, salvo nos casos de utilidade pública por iniciativa do poder público.
Além de multa no valor de R$ 930,00 também será feito o recolhimento do material de propaganda para quem descumprir as disposições contidas na lei. “Em caso de reincidência, a multa será de R$ 1.860,00 além da revogação da licença vigente, ficando o infrator impedido de ser licenciado pelo prazo de 12 meses, a partir da última infração. Os valores das multas deverão ser reajustados anualmente conforme índice oficial da inflação”, completa o vereador. A iniciativa, que deve ser sancionada pelo Executivo nesta sexta-feira, foi festejada por ambientalistas.
É o caso do presidente da organização não governamental (ONG) Adesa - Associação de Desenvolvimento Ambiental, Silvio Linhares. “Toda forma de regulamentar esta atividade é bem-vinda. Eu não pego nenhum papel que oferecem na rua, já que depois não temos onde jogá-lo. É muito papel pra pouca lixeira, principalmente no Centro. É preciso responsabilizar quem faz uso deste tipo de publicidade. Os panfletos acabam parando na Lagoa Paulino, visto que enchem os bueiros na época de chuvas. O ideal mesmo é que as empresas utilizassem outras formas de divulgar seus produtos ou eventos”, avalia Linhares.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Pensamentos para a vida

"Crie filhos em vez de herdeiros."

"Dinheiro só chama dinheiro, não chama para um cineminha, nem para tomar um sorvete."

"Não deixe que o trabalho sobre sua mesa tampe a vista da janela."

"Não é justo fazer declarações anuais ao Fisco e nenhuma para quem você ama."

" Para cada almoço de negócios, faça um jantar à luz de velas."

"Por que as semanas demoram tanto e os anos passam tão rapidinho?"

"Quantas reuniões foram mesmo esta semana?
reúna os amigos."

"Trabalhe, trabalhe, trabalhe. Mas não se esqueça, vírgulas significam pausa
e quem sabe assim você seja promovido a melhor pai do mundo!)

"Você pode dar uma festa sem dinheiro. Mas não sem amigos."

Medidas de prevenção da Influenza A (H1N1) em Sete Lagoas

O Secretário Municipal de Saúde de Sete Lagoas e Gestor do SUS/SL tem as seguintes informações e recomendações sobre a Influenza A (H1N1) – Gripe Suína:
- A situação do Município é a mesma do Estado de Minas Gerais. Não há motivo para pânico, mas requer cuidados.
- O município está tomando medidas administrativas assistenciais para melhor atender a população e fazendo continuamente orientações de prevenção e controle da doença.
- O município manterá monitoramento constante da doença
- Recomenda que as pessoas não freqüentam casas de shows, cinemas, boates, danceterias, festas e locais onde existam aglomerações, mesmo abertos.
- Quanto a EVENTOS:
1. Os que estão programados poderão ser cancelados a qualquer momento, se o quadro epidemiológico da doença modificar ou novas orientações forem emitidas pela Secretaria de Estado de Saúde/MG e Ministério da Saúde
2. Os que puderem ser cancelados desde já, que os organizadores o façam
3. Não se deve programar novos eventos até o mês de Outubro, a princípio.
4. Os que acontecerem, até recomendações em contrário, devem seguir “a risca” as seguintes orientações e devem também ser anunciadas durante o evento:
Evite contato com pessoas gripadas; use álcool em gel para higiene das mãos ou água e sabão líquido enxugando-as com papel toalha; ao tossis ou espirrar proteja a boca e o nariz com lenço de papel descartável; não compartilhe copos e alimentos. Os organizadores e pessoas presentes são responsáveis pelo cumprimento destas medidas preventivas.
José Orleans da Costa
Secretário Municipal de Saúde e Gestor do SUS/SL
Fonte: www.setelagoas.com.br

PepsiCo deflagra segunda fase de ação institucional

Criada pela Kwarup, campanha prentende mostra ao público quem faz a empresa; peças estreiam em 16 de agosto no Brasil e depois serão veiculadas em toda a América do Sul.
A Pepsico estréia no domingo, 16, a segunda fase de sua campanha institucional desenvolvida pela Kwarup. A primeira etapa, iniciada em 2008, tinha como objetivo apresentar as marcas que fazem parte do portfólio da multinacional - Pepsi, Gatorade, Toddy, Toddynho, Quaker, Coqueiro, Elma Chips, H20H!, Lipton e Torcida.
Agora, a ação prentende mostrar ao público as pessoas por trás dos produtos. Sob o slogan "Por um amanhã melhor que hoje", os três anúncios de página dupla apresentam alguns dos mais de 9 mil colaboradores da empresa no campo, na produção industrial, distribuição e comercialização, para destacar três pilares que, segundo a empresa, orientam seu trabalho: pessoas, talentos e meio ambiente. As peças serão veiculadas até o final do mês no País e, posteriormente, serão exibidas nos demais países da América do Sul.
Uma das peças mostra uma fotografia com dezenas de funcionários batendo palmas. Abaixo do título ?São pessoas que fazem a PepsiCo ser cada dia melhor?, um texto ressalta a importância dos funcionários para a qualidade
dos produtos ofertados ao público e os trabalhos sociais que a empresa desenvolve nas comunidades nas quais atua. A criação é de Zuza Tupinambá, Paula Fusco, Martan Neto e Henrique Sassi, sob direção de criação do próprio Tupinambá. A ação inclui ainda ações de endomarketing e material para ponto de venda.

Ferramenta que mede o desempenho do seu Twitter

Quer saber como anda o desempenho do seu Twitter?
Em que momento você perdeu um ganhou mais followers?
Então basta colocar o seu ID no link abaixo:
http://tweeteffect.com/index.php

Caminhões invadem a rede

via Publicidade Mineira de Publiminas em 14/08/09

Qual a melhor estratégia para lançar um caminhão? Mala-direta? Feira? Ou um anúncio de página dupla em uma revista do setor? Com foco na Web 2.0, a Iveco lança o caminhão semipesado Tector Stradale em um blog desenvolvido pela agência Plan B.
Inovação não apenas no produto, que é apresentado como o melhor estradeiro do país, mas também no lançamento, por ser a primeira montadora de caminhões no mercado a apresentar um novo produto exclusivamente via blog, sites e redes sociais.
Com dinamismo, o internauta conta com reportagens sobre festas, feiras e fóruns. Além desse canal, a Iveco possui o site nacional; os sites de cada um dos caminhões fabricados pela marca; um canal especial para localização das concessionárias; YouTube; Orkut; Facebook; e Twitter. E, inspirados no movimento Força Felipe, a empresa fez um vídeo com mensagens de funcionários apoiando o piloto brasileiro para sua recuperação.
As mídias utilizadas pela Iveco são apenas exemplos da abrangência de canais que são disponibilizados às empresas para um contato simples e barato com os consumidores, que, hoje, não querem apenas ver e ouvir. As pessoas estão fugindo das mídias tradicionais para participar e interagir em redes sociais. E as empresas terão de se adaptar.
Acesse o blog: http://www.blognovoivecotector.com.br/

Mau atendimento supera 50% das reclamações contra operadoras no País

Por Daniela Braun , do IDG Now!
Relatório do site Reclame Aqui mostra que "desrespeito ao consumidor" e "cobrança indevida" predominam entre 19.440 casos registrados este ano.
Problemas de atendimento ao consumidor representam mais da metade das reclamações dos internautas brasileiros em relação a quase todas as operadoras de telecomunicações no País. Esta é uma das conclusões de um estudo setorial inédito sobre o segmento de telefonia realizado pelo Reclame Aqui, site especializado em defesa do consumidor.
O relatório, baseado em 19.440 casos relatados por consumidores ao serviço entre janeiro e 3 de agosto deste ano, além de informações de buscas do Google e dados de mercado, traça um perfil da visão das pessoas sobre as operadoras Claro, Telefônica, Oi, Tim Vivo e Brasil Telecom, que se fundiu com a Oi.
"As operadoras não estão preocupadas com o cliente, embora trabalhem com um produto essencial", alerta o economista Normann Kalmus, responsável técnico pelo relatório do Reclame Aqui, em entrevista ao IDG Now!. " Em vez de melhorar o atendimento, as empresas preferem pagar a multa estipulada pelos órgãos reguladores e a Justiça."
A Telefônica recebeu o maior volume de reclamações nos itens "desrespeito ao consumidor", "cobrança indevida" e "me sinto lesado", que representaram 72% dos registros de consumidores online em relação ao serviço da operadora nos primeiros sete meses de 2009. Em segundo lugar aparece a Brasil Telecom, que recebeu 58,8% das reclamações nestes três itens e, em terceiro, a Oi, com 58,7% das reclamações ligadas ao tema. A Tim e a Vivo registraram, respectivamente, 56,3% e 51,5% das denúncias relacionadas ao atendimento ao consumidor.
A operadora Claro apresentou um índice abaixo da média (45,2%) quanto a reclamações de atendimento ao cliente, mas registrou o maior volume de casos ligados a problemas com a conexão de banda larga 3G (29,5% das reclamações).
Campeãs de reclamações
A análise individual de cada empresa de telefonia mostra que a Claro é a empresa mais buscada na internet, ao lado da Oi, mas em contrapartida é a campeã em volume de reclamações - 6.240 casos em sete meses. "Se não tomar cuidado, a Claro pode ser a 'bola da vez' depois da Telefônica", observa Maurício Vargas, diretor geral do Reclame Aqui, referindo-se às punições sofridas pela operadora paulista após uma série de panes no serviço de banda larga Speedy.
A Tim também registra o item "desrespeito ao consumidor" no topo de suas reclamações (22.6%). Depois da Claro, a operadora recebeu o segundo maior volume de reclamações entre janeiro e agosto (4.256 casos), mas foi a empresa que mais respondeu aos clientes, destaca Kalmus. "A companhia tem um índice de elogio de 0,3% (acima da média de 0,2%), desempenho que representa 12,7 casos de satisfação, em termos quantitativos", explica o economista.
A Oi foi alvo de 2.538 reclamações no Reclame Aqui, das quais 25,8% classificadas como "desrespeito ao consumidor", mostra o estudo. "A Oi tem no atendimento ao consumidor seu ponto mais fraco", aponta a análise. Entre os termos de buscas no Google que mais geram visitas à operadora estão palavras-chave ligadas a mensagens de texto ("torpedos").
A cobrança indevida representa o maior número de reclamações referentes à operadora Vivo (19,3%) em um total de 1.954 casos, o que a coloca na terceira posição neste item, atrás de Brasil Telecom (26,8%) e Telefônica (23,4%). Esta última tem 29,8% de suas reclamações (3.139 casos) ligadas a "desrespeito ao consumidor".
Na avaliação de Vargas, as operadoras devem investir na capacitação de pessoas para prestar o atendimento adequado ao cliente, da pré-venda ao suporte. "Se a operadora não sabe se comunicar com o cliente e o vendedor não entende corretamente os planos oferecidos, o consumidor também não compreende a situação e depois se sente lesado", afirma o executivo.
A falta de integração entre sistemas de pré e pós-vendas - bem como de atendimento e manutenção das operadoras - é um problema grave apontado pelo estudo. "O reclamante típico gera de seis a dez protocolos de atendimento em uma operadora. E metade deles some" alerta Vargas.
Boca-a-boca digital
Ao contrário das operadoras Claro e Oi, que geram um alto volume de buscas pelo Google, a análise aponta que o baixo volume de registros online reflete uma deficiência na comunicação da Telefônica com os internautas.
De acordo com Kalmus, após um pico no mês de abril - quando o serviço Speedy sofreu duas panes significativas - , as buscas ligadas à Telefônica caíram drasticamente, sem contar a interrupção nas vendas do serviço de banda larga por ordem da Anatel.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Circulação do dinheiro no país

Bunda mole é ?

Belinha acordou às seis, arrumou as crianças, levou-as para o colégio e voltou para casa a tempo de dar um beijo burocrático em Artur, o marido, e de trocarem cheques, afazeres e reclamações.
Fez um supermercado rápido, brigou com a empregada que manchou seu vestido de seda, saiu como sempre apressada, levou uma multa por estar dirigindo com o celular no ouvido e uma advertência por estacionar em lugar proibido, enquanto ia, por um minuto, ao caixa automático tirar dinheiro.
No caminho do trabalho batucava ansiedade no volante, num congestionamento monstro, e pensava quando teria tempo de fazer a unha e pintar o cabelo antes que se transformasse numa mulher grisalha.
Chegando ao escritório, foi quase atropelada por uma gata escultural que, segundo soube, era a nova contratada da empresa para o cargo que ela, Belinha, fez de tudo para pegar, mas que, apesar do currículo excelente e de seus anos de experiência e dedicação, não conseguiu.
Pensou se abdômen definido contaria ponto, mas logo esqueceu a gata, porque no meio de uma reunião ligaram do colégio de Clarinha, sua filha mais nova, dizendo que ela estava com dor de ouvido e febre.
Tentou em vão achar o marido e, como não conseguiu, resolveu ela mesma ir até o colégio, depois do encontro com o novo cliente, que se revelou um chato, neurótico, desconfiado e com quem teria que lidar nos próximos meses.
Saiu esbaforida e encontrou seu carro com pneu furado.
Pensou em tudo que ainda ia ter que fazer antes de fechar os olhos e sonhar com um mundo melhor.
Abandonou a droga do carro avariado, pegou um táxi e as crianças.
Quando chegou em casa, descobriu que tinha deixado a porra da pasta com o relatório que precisava ler para o dia seguinte no escritório!
Telefonou para o celular do marido com a esperança que ele pudesse pegar os malditos papéis na empresa, mas a bosta continuava fora de área.
Conseguiu, depois de vários telefonemas, que um motoboy lhe trouxesse a porra dos documentos.
Tomou uma merda de banho, deu a droga do jantar para as crianças, fez a porcaria dos deveres com os dispersos e botou os monstros para dormir.
Artur chegou puto de uma reunião em São Paulo, reclamando de tudo.
Jantaram em silêncio.
Na cama ela leu metade do relatório e começou a cabecear de sono. Artur a acordou com tesão, a fim de jogo. Como aqueles momentos estavam cada vez mais raros no casamento deles, ela resolveu fazer um último esforço de reportagem e transar.
Deram uma meio rápida, meio mais ou menos, e, quando estava quase pegando no sono de novo, sentiu uma apalpadinha no seu traseiro com o seguinte comentário:
-Tá ficando com a bundinha mole, Belinha... deixa de preguiça e começa a se cuidar..
Belinha olhou para o abajur de metal e se imaginou martelando a cabeça de Artur até ver seus miolos espalhados pelo travesseiro!
Depois se viu pulando sobre o tórax dele até quebrar todas as costelas! Com um alicate de unha arrancou um a um todos os seus dentes depois deu-lhe um chute tão brutal no saco, que voou espermatozóide para todos os lados!
Em seguida usou a técnica que aprendeu num livro de auto-ajuda: como controlar as emoções negativas.
Respirou três vezes profundamente, mentalizando a cor azul, e ponderou.
Não ia valer a pena, não estamos nos EUA, não conseguiria uma advogada feminista caríssima que fizesse sua defesa alegando que assassinou o marido cega de tensão pré-menstrual...
Resolveu agir com sabedoria.
No dia seguinte, não levou as crianças ao colégio, não fez um supermercado rápido, nem brigou com a empregada.
Foi para uma academia e malhou duas horas..
De lá foi para o cabeleireiro pintar os cabelos de acaju e as unhas de vermelho.
Ligou para o cliente novo insuportável e disse tudo que achava dele, da mulher dele e do projeto dele.
E aguardou os resultados da sua péssima conduta, fazendo uma massagem estética que jura eliminar, em dez sessões, a gordura localizada.
Enquanto se hospedava num spa, ouviu o marido desesperado tentar localiza-lá pelo celular e descobrir por que ela havia sumido.
Pacientemente não atendeu.
E, como vingança é um prato que se come frio, mandou um recado lacônico para a caixa postal dele.
- A bunda ainda está mole. Só volto quando estiver dura.
Um beijo da preguiçosa...
(Extraído do livro: Este sexo é feminino /Patrícia Travassos).

Twitter vai padronizar 'retweet'

Opção para reproduzir post publicado por outro usuário aparecerá ao lado de cada mensagem.
O Twitter quer padronizar a prática do 'retweet'. O cofundador do serviço de microblog, Biz Stone, disse no blog do Twitter que em breve aparecerá nas mensagens postadas - além das opções ‘reply’ e favoritos - um botão de ‘retwitte’.
"Retuitar" significa reproduzir um post publicado por alguém no microblog. Atualmente, esse procedimento é feito por meio da digitação das letras RT antes do nome do usuário - com o símbolo @ - que escreveu o texto original.
Ainda em fase de desenvolvimento no fórum do Twitter, o novo recurso permitirá que, quando alguém der um"retweet," o post em sua página inicial mostre quem "retuitou" a mensagem e a quantidade de "RT".
post teve.
“A troca aberta de informações pode ter um impacto global positivo na disseminação de informações por todo o ecossistema do Twitter. Isso é algo que queremos apoiar”, disse Stone.

Beckham e Schwarzenegger promovem Califórnia

Jogador do Los Angeles Galaxy e o governador são os astros da ação que pretende ampliar as visitas ao estado norte-americano. Para promover o turismo da Califórnia, o estado norte-americano lançou mão de alguns de seus habitantes mais famosos, no caso, o jogador David Beckham, que atua no Los Angeles Galaxy, o governador Arnold Schwarzenegger, e o ator de Hollywood Robert Lowe.
Segundo uma fonte do jornal britânico The Sun, a campanha será grande e focada em trazer novos turistas para o estado. O jogador recentemente envolveu-se em um entrevero com a torcida do Galaxy, que o acusou de falta de comprometimento e de estar forçando sua volta para o Milan. Mas no último amistoso do time norte-americano, contra o Barcelona, Beckham fez um gol e voltou a ser elogiado. Participar desta campanha não deixa de ser um sinal do jogador de que não voltará ao time da Itália.
Na peça, segundo o jornal britânico, Beckham aparecerá jogando futebol em uma praia de Los Angeles. O jogador apareceu recentemente em campanhas de Armani, Adidas e em uma ação que promoveu o leite, ao lado de Madonna e Muhammad Ali. Além dele e do próprio governador Schwarzenegger, participa da campanha Rob Lowe, ator de West Wing.
Com informações do The Sun.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Google premia as melhores fotos do Orkut

Com o nome de "Maravilhas do Orkut", concurso pretende incentivar os internautas a compartilhar o registro de momentos divertidos e oferecerá prêmios
13/08/2009 - 19:00
Aproveitar o espaço do Orkut não apenas para compartilhar as suas fotos e exibir os melhores momentos aos seus amigos, mas também para promovê-las entre os demais internautas e ganhar prêmios com elas. Isso é o que o Google pretende oferecer com o concurso "Maravilhas do Orkut", que visa contemplar as melhores fotos, em diferentes categorias.
Para participar, o internauta cadastrado na rede social precisa acessar a área do concurso, dentro do canal de Apps do Orkut, pela home principal. Na página Maravilhas do Orkut, é possível enviar as fotos para concorrer ao concurso e votar naquelas que merecem levar o título nas categorias "O seu cabelo é assim ou é disfarce?", "Rachando o bico", "Puro estilo", "Férias refrescantes" e "Festa furada: tá na web, tá valendo!".
As fotos poderão ser votadas até o dia 25 de setembro e os autores das imagens mais criativas receberão prêmios como um dia de transformação no salão de beleza Studio W, um par de ingressos para o espetáculo de comédia do humorista Oscar Filho, o direito de assistir ao desfile da coleção verão 2010 da marca Cavalera, uma viagem com acompanhante para a Turquia ou um camarote VIP para uma festa no Mokai Club, com direito a companhia de amigos. Os prêmios variam de acordo com a categoria.
Para apoiar o concurso, o Google conta com o patrocínio das marcas Colgate, Sony, Fiat, Motorola e Sprite. O objetivo da ação é aproveitar a grande audiência e presença da rede social entre o público brasileiro. De acordo com os últimos dados divulgados pelo Google, 35 milhões de pessoas no País estão cadastradas no Orkut.
Via M&M

Primeiro livro sobre o Twitter em português lançado online


É uma edição curta, mas com a intenção de marcar a diferença. O autor, Juliano Spyer, é conhecido pelo seu blogue «Não Zero» , um dos mais profícuos em língua portuguesa. Diz ter escrito o guia em quarenta dias, mas a intenção era fazê-lo em apenas cinco. Acabou por ficar com 110 páginas.
«Tudo o que você precisa saber sobre o Twitter» é apresenado online esta segunda-feira, através do Twitter , claro, tendo como prefácio um texto de Marcelo Tas. O download será disponibilizado gratuitamente. (clique aqui para ter acesso ao livro)
«É um livro prático onde o utilizador deverá encontrar alguma novidade para aperfeiçoar a maneira como usa a ferramenta. Pode gastar horas a procurar e a filtrar informações sobre o Twitter na Rede ou pode baixar o livro e encontrar quase tudo de relevante publicado sobre o serviço, voltado para pessoas e também para organizações», disse o autor no blog.
Baixe aqui o livro em PDF.

Como são feitos os homens românticos

Art & Copy, um documentário sobre publicidade

via Brainstorm #9 de Carlos Merigo em 10/08/09

Nada de blockbusters hollywoodianos, o filme que você vai querer assistir nesse mês de agosto é “Art & Copy”. Dirigido por Doug Pray, é um documentário sobre propaganda, sim, essa criatividade em série (muitas vezes nem tão criativa assim) que invade nossas vidas.
Pray conversou com uma porrada de grandes nomes da indústria, para traçar um cenário de influência e impacto da publicidade na nossa cultura. Passando pela chamada revolução criativa da década de 1960 e chegando até os dias de hoje, o filme mostra porque pessoas com espírito rebelde e criativo acabaram caindo em um negócio geralmente associado com mediocridade e manipulação.
Segundo o próprio Doug Pray, sua intenção com “Art & Copy” é influenciar artistas e escritores a criarem algo mais significativo, social e divertido. Vai um pouco pro lado daquela teoria de que todo publicitário é um artista frustrado. Lee Clow, Dan Wieden, David Kennedy, Rich Silverstein e Jeff Goodby são alguns dos entrevistados por Pray: “11 pessoas que você provavelmente não conhece, mas que afetam a sua vida”.
“Art & Copy” estréia em cidades selecionadas nos EUA no dia 21 de agosto. No Brasil, sem previsão, provavelmente nem deve passar pelos cinemas daqui.

Sadia lança novo slogan


Marca investe em comunicação para o novo perfil da família brasileira
A Sadia lança nova campanha e desde do dia 9, veicula o slogan “A Vida com S é Mais Gostosa” em toda sua comunicação. O principal elemento é a letra “S” por ser um ícone da marca Sadia e também por ser a letra que forma o plural na língua portuguesa.
O objetivo é representar a união de pessoas através dos produtos Sadia, tanto famílias como amigos. A nova comunicação da marca destaca que a família hoje pode ser o modelo tradicional como também grupos de afinidade. Para divulgar a nova estratégia, a Sadia usará TV, impressos, rádio, outdoors, pontos-de-venda, além de mídia digital nos principais portais e redes sociais na internet.
Fonte: http://www.mundodomarketing.com.br/5,10707,sadia-lanca-novo-slogan.htm

Yahoo! - Pimp My Chair

via ADivertido de Gabriel Jacob em 10/08/09

Estão abertas as inscrições para a edição 2009 do prêmio Big Idea Chair, do Yahoo! Brasil, apresentado oficialmente no EBP 2009, dia 8 de agosto.

Assim como em outros países onde o prêmio também é oferecido, a proposta é premiar apenas 1 case, entregando aos vencedores, a famosa cadeira roxa como troféu.
Este ano, além dos jurados (Eduardo Bicudo/Wunderman, Eduardo Fischer/Grupo Total, Flavio Salles/SunMRM, Jean Boechat/JWT, José Carlos Rapacci/Mars Brasil, Luiz Lara/Lew’LaraTBWA, Maurício Greco/Ford Brasil, Michel Lent/Ogilvy Interactive, Orlando Marques/Publicis, Raphael Vasconsellos/Agência Click, Ricardo Fort/Coca Cola, Ricardo Monteiro/Reckitt Benckiser e Serio Motta Melo/TV1), a votação popular via internet ajudará a eleger a Grande Idéia da publicidade nacional. Outra novidade para este ano é o tema da campanha: “Pimp My Chair“, que convidará os profissionais da área de Atedimento, Criação, Mídia e Tecnologia a “duelarem” entre is com composições ao ritmo de hip-hop, através do hotsite.

Em setembro, os jurados avaliarão os cases, e no dia 5 de outubro será anunciado o shortlist - quando começa também a votação popular, que vai até o dia 23 de outubro, no site do prêmio. O grande vencedor do Big Idea Chair 2009 será conhecido em tempo real no portal do Yahoo! Brasil, dia 26 de outubro.
Na edição passada, mais de 80 cases foram inscritos no prêmio, com vitória da agência CuboCC (agência e produtora) e Unilever, com o case Axe Dark Temptation.
:: Veja as fotos da ação Pimp My Chair no EBP, aqui.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

O clique que salva

Pode ir juntando amigos no Orkut, Facebook, myspace e afins; segundo os cientistas, as amizades virtuais podem fazer tão bem à saúde quanto as de “corpo presente”.
Angélica Oliveira

A estudante paulista Ana Karina Marques, de 22 anos, não encontra a menor dificuldade para ter gente em volta de si. Simpática, bem-humorada e dona de olhos verdes e sorriso largo, ela é aquele tipo de esponja social. Dez minutos num bar ou numa fila de banco já são suficientes para que muitos papos tenham início. Alguns evoluem e acabam virando amizade. É impossível precisar o número exato, mas a sua relação de amigos e conhecidos já beira o milhar. Tanta sociabilidade na vida real transborda para a virtual. Ana tem mais de 800 amigos no site de relacionamento Orkut.
Faltou dizer uma coisa a respeito da moça no parágrafo anterior: ela é dona de uma saúde que a vem mantendo longe do mais corriqueiro dos resfriados. Os cientistas sabem que os amigos "de verdade" ajudam muito a melhorar o nosso bem-estar (veja o box "Alívio imediato", na página ao lado). Mas pesquisas recentes começam a derrubar essa barreira entre o real e o virtual e a mostrar que tanto faz se a amizade é daquelas de se encontrar todos os dias ou se é com pessoas que você só vê na tela do computador: ambas fazem bem à saúde.
Pesquisadores da Universidade Flinders, em Adelaide, na Austrália, mostraram que os idosos com uma rede social efetiva têm 22% menos chance de morrer num prazo de dez anos. Por "rede social efetiva", os estudiosos entendem aqueles contatos com amigos e conhecidos que acontecem tête-à-tête, por telefone, carta ou e-mail. Eles afirmam que o contato físico é mais eficaz, mas quaisquer das outras três formas de contato teve mais influência na sobrevida dos voluntários do que a convivência com crianças ou família.
A cientista social e professora da Universidade da Califórnia Bella DePaulo concorda com as conclusões do estudo australiano. "O contato real entre as pessoas é ótimo para a amizade, mas compartilhar algo importante com alguém, mesmo que online, também faz bem à saúde, desde que as relações sejam autênticas." Ou seja, para que os benefícios apareçam, é preciso levar para o mundo virtual as características e atitudes que tornam saudáveis as amizades com contato físico. Dar ajuda e sustentação emocional é um exemplo de atividade que pode ser exercida pela internet e que terá efeitos sobre o "amigo". Segundo o psicólogo australiano Paul James, especialista em relacionamentos humanos, i sso funciona desde que essa relação seja recíproca, mesmo que não tenha a mesma intensidade de ambos os lados. "O importante é poder contar com amigos em circunstâncias boas e más."
POR QUE O FACEBOOK FAZ BEM A SUA SAÚDE
Alguns efeitos benéficos das amizades reais transbordam para aquelas cultivadas nos sites de relacionamento
1>>> Ao reduzir a sensação de solidão, traz bem-estar
2>>> Diminui o risco de problemas mentais sérios na velhice
3>>> Pessoas com dificuldade de se socializar, como quem sofre da síndrome de Asperger, experimentam grandes benefícios das amizades virtuais
4>>> Bem-estar decorrente de saber que sempre há alguém disponível para compartilhar uma notícia boa
5>>> Reduz o estresse
6>>> Cultivar grandes círculos de amizade (reais + virtuais) diminuiu em 22% o risco de morte de moradores de um asilo australiano
7>>> Fortalece o sistema imunológico
8>>> Ajuda a atenuar o efeito traumático de experiências como divórcio, doenças sérias, perda de emprego ou a morte de um ente querido
E isso vale tanto para o mundo real quanto para o virtual. A qualidade conta muito mais pontos do que a quantidade na hora de montar uma rede "saudável" de amigos. Para mostrar a pouca eficácia de colecionar amigos sem fim na internet, o sociólogo e pesquisador norte-americano Cameron Marlow virou um "residente" do site de relacionamentos Facebook. Ali, ele é responsável pelo departamento de Ciência de Dados. Marlow e sua equipe realizaram uma pesquisa sobre o tamanho das redes pessoais e os tipos de relacionamento mantidos por usuários num período de 30 dias. De acordo com os estudos, alguém com 150 amigos demonstra, em média, interesse por 19 pessoas das que estão adicionadas ao seu perfi l, comunica-se com 7 e obtém respostas de apenas 5. Assim, dá pra contar em uma mão as amizades que são boas para a saúde.
A possibilidade de construir relacionamentos consistentes em um ambiente virtual facilita as coisas para quem não tem a desinibição e o carisma de Ana Karina, a moça do começo deste texto. O estudante Cezar Augusto de Souza, de 15 anos, morador de João Pessoa, na Paraíba, tem dois perfis no Orkut, com mil amigos cada um. Diz que não conhece todo mundo ali, mas que esse é seu jeito de se aproximar de um número maior de pessoas. "Sou tímido, não faço muitas amizades fora da rede." O curioso é que tanto o tímido e "virtual" quanto a extrovertida e "real" fazem um balanço parecido do número de amizades que valem a pena. "Amigo mesmo, que me conhece e me ajuda, tenho uns 10 ou 15", afirma Cez ar. Ana diz contar com 20. E todos são fundamentais, quer o contato com eles se dê por meio de um clique ou de um toque.
ALÍVIO IMEDIATO
Mais resistência ao frio, menos vulnerabilidade a vírus, maior capacidade de recuperação, menor sensibilidade a dor e manutenção da saúde mental na terceira idade. Apesar de recentes, os estudos sobre os efeitos das amizades presenciais na saúde já concluíram que esses são alguns dos benefícios decorrentes da convivência frequente com gente querida. "Compartilhamos nossas experiências emocionais com os amigos, eles sabem muito sobre nós. Por isso, eles são um forte apoio nos momentos difíceis", diz a cientista social Bella DePaulo. E esse apoio está na raiz de tudo de bom que a amizade tem para oferecer à saúde.
Karen Roberto, diretora do Centro de Gerontologia da Universidade de Virginia Tech, nos EUA, afirma que os benefícios desses relacionamentos, além de numerosos, são duradouros. Em sua pesquisa sobre a influência das redes sociais na saúde de mulheres idosas, Karen constatou que as oportunidades para troca de intimidade, sustentação emocional e compreensão oferecidas pelos amigos refletiam num quadro de saúde positivo, com mais qualidade de vida e bem-estar das mulheres estudadas. "O contato com os amigos é saudável porque ajuda a combater a solidão e o isolamento social, comuns entre pessoas com problemas de saúde crônicos."
Em outro estudo, divulgado pelo jornal da Faculdade Americana de Cirurgiões, pacientes em pré e pós-operatório de cirurgias de alto risco e que possuíam maior rede social apresentaram menor intensidade na dor percebida e menos ansiedade. O uso de analgésicos e o tempo de internação também foram menores para aqueles que desfrutavam de fortes laços de amizade.
Fonte: Revista Galileu, Ed. 216, julho 2009.

Fumar Mata!!

Twitter passa Orkut e chega a 44,5 milhões de usuários

Em um ano, microblog obteve um crescimento de 1460%; no último mês de junho, sete milhões de pessoas passaram a fazer parte dos cadastrados na rede
No último mês de junho, o microblog Twitter conquistou sete milhões de novos visitantes, contabilizando um total de 44,5 milhões de visitas únicas, em todo o mundo. Os dados, divulgados nessa terça-feira, 4, pela empresa de estatísticas comScore aponta um crescimento grandioso da rede no período de um ano.
Em comparação com o mês de junho de 2008 - quando o Twitter contava com um número médio de 2,9 milhões de usuários - a rede social cresceu 1460%. Ainda de acordo com a consultoria, 45% dos usuários do microblog (cerca de 20 milhões de pessoas) estão nos Estados Unidos.
Na classificação dos maiores sites do planeta, o Twitter já ocupa a 52ª posição, ficando à frente do portal de notícias ESPN. De acordo com os números oferecidos pelo Google, o número de usuários do Twitter já ultrapassou o número total de cadastrados no Orkut. Segundo a companhia, a rede social conta com uma média de 35 milhões de usuários em todo o planeta, contra 44,5 milhões dos cadastrados no Twitter.
Com informações da Folha Online.

As marcas mais valiosas do mundo


A Millward Brown Optimor divulgou sua pesquisa anual de marcas, revelando o ranking das 100 mais valiosas marcas do mundo, com seus valores em dólares. Novamente, o ranking é liderado pela Google, cuja marca foi avaliada em $ 100 bilhões de dólares, valor 16% maior que os $ 86 bilhões do ano passado. Em seguida, a rival Microsoft, que teve sua marca avaliada em $ 76,2 bilhões, crescendo 8% em relação ao ranking divulgado em 2008.
Apenas para reforçar e deixar claro, esses valores são referentes à marca e não ao valor total da empresa. Em número absolutos, a Microsoft ainda é uma empresa maior que a Google. É também preciso frisar que praticamente todos os produtos da empresa de Mountain View levando “Google” no nome, reforçando assim o poder da marca. Enquanto isso, a Microsoft se divide em outras marcas como “Bing”, “Windows”, etc.
Voltando ao ranking, em 3º temos a Coca-Cola, que há poucos anos liderava esse mesmo ranking absoluta. Em seguida temos a IBM, com valor de $ 66,2 bilhões e um crescimento de 20% em relação a 2008. Ou seja, das quatro marcas mais valiosas do mundo, três estão no ramo de tecnologia. Oito das 10 maiores são norte-americanas.
Se divirmos o ranking por categorias, teremos:
Games Consoles:
Nintendo DS
Nintedo Wii
Microsoft Xbox 360
Sony Plastion 3
Microsoft Xbox
Operadoras:
China Mobile
Vodafone
AT&T
Verizon Wireless
NTT DoCoMo
Fabricantes de celular:
Neste ranking, Apple, HP e Samsung não são fabricantes exclusivamente de celulares. Tenho certeza que a HP não estaria aqui se fosse o caso.
Apple
Nokia
BlackBerry (crescimento de 100% em relação a 2008)
HP
Samsung
Para ver o estudo completo, clique aqui.
Fonte: http://www.meiobit.com/

Marc Chagall na Casa Fiat - O Sonho e Vida


Marc Chagall foi um dos pioneiros da modernidade e um dos artistas mais notáveis de seu tempo, tendo participado das grandes transformações que ocorreram nas artes plásticas no início do século 20.
Apesar de seu intenso convívio com as vanguardas, sua expressão seguiu um caminho próprio, independente.
Ele nasceu em 6 de junho de 1887, em um bairro de judeus pobres em Vitebsk, na Bielo-Rússia, que, naquele tempo, pertencia ao império russo. O período era hostil e violento para os judeus, vítimas constantes do chamado pogrom (palavra que, em russo, significa ataque violento a comunidades étnicas ou religiosas, com a destruição de suas casas, seus negócios e os centros religiosos). Foi nesse ambiente que Chagall cresceu e se iniciou como artista. Tratava-se, porém, de uma época de grandes transformações, e, sob esse ângulo, ele teve o privilégio de participar de um ambiente “revolucionário” e de destacar-se como uma das identidades mais expressivas de sua geração.
A cultura judaica representou o âmago de sua pintura. Sua família pertencia ao grupo religioso chamado hassidim, no qual a relação com Deus é feita por meio de intensa alegria, à procura do êxtase. Esse sentimento impregnou toda a sua obra. Mesmo vivendo a maior parte da vida na França, Chagall carregou sempre consigo a memória de sua aldeia, do bairro de judeus pobres de Vitebsk.
Ele admirava os ícones e a arte popular russa. Recebeu influência de Cézanne, principalmente na construção do espaço, e adotou os ensinamentos cromáticos de Matisse e Bonnard. Nota-se ainda, em sua obra, o interesse pelo cubismo analítico de Picasso. Entretanto, Chagall é Chagall, inconfundível, criador de uma poética sensual, de grande força lírica.
Colorista notável, dedicou-se à pintura e à gravura com o mesmo afinco. Realizou vitrais, mosaicos, cerâmicas e esculturas. Foi um artista completo, autor de obra extensa.
Marc Chagall faleceu na tarde de 28 de março de 1985, depois de ter passado a manhã trabalhando em seu ateliê. Morreu suavemente, aos 97 anos, em Saint-Paul-de-Vence, no sul da França.
A exposição será de 04 de agosto a 04 de outubro.
Serviço
Casa Fiat de Cultura
Rua Jornalista Djalma Andrade, 1250 - Belvedere – Nova Lima (MG)
Informações: 31 3289-8900
Entrada gratuita para toda a programação.
Funcionamento: Terça a sexta-feira - 10h às 21h
Sábados, domingos e feriados - 14h às 21h.
Agendamento para grupos e escolas: (31) 3289-8910 ou e-mail: agendamento@casafiat.com.br
Transporte Gratuito: saídas de terça a sexta, Praça da Liberdade/Casa Fiat de Cultura, a partir de 9h30, a cada uma hora e meia. Sábados, domingos e feriados, a partir de 13h30, a cada uma hora e meia.
Fonte: http://casadosquadrinhos.blogspot.com/

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Mais de 40 empresas de internet aderem à campanha "Matem o IE6"

Capitaneadas pelo site Weebly, usado para desenvolver outros sites, campanha
pode alcançar até 30 milhões de internautas por mês. A campanha para "assassinar" o navegador Internet Explorer 6 ganhou força neste mês, com a entrada do Weebly , site que ajuda o internauta comum a montar outros sites e conquistou o apoio de outras 40 empresas startups web. O objetivo é fazer com que o browser da Microsoft, que já tem oito anos de idade, seja praticamente "extinto" da rede mundial de computadores.
A audiência do Weebly e dos outros 40 sites somados é de mais de 30 milhões de internautas, de acordo com as próprias empresas. Um dos motivos para a campanha contra o IE6 ter ganho o apoio dessas empresas é que o antiquado navegador da Microsoft aumenta os custos de desenvolvimento de sites 2.0, que usam tecnologias dinâmicas, como as linguagens de programação Ajax.
"Os desenvolvedores não podem esperar para que o IE6 vá embora", disse David Rusenko, chief executive officer do Weebly. Rusenko usou os contatos com a companhia de capital de risco que investiu em sua empresa para entrar em contato com as outras startups web e reforçar a campanha. "O IE6 aumenta o trabalho de desenvolvimento em 50%", disse.
Agora, o Weebly enviou um código que exibe um alerta caso o internauta tente usar um site com o IE6. A mensagem diz: "Você está usando um navegador desatualizado. Para uma melhor experiência com esse site, por favor, atualize para um browser mais moderno." Os navegadores sugeridos são o Chrome, o Firefox 3.5 e o Internet Explorer 8.
No mês passado, a campanha também recebeu o apoio do portal de vídeos YouTube, que exibe mensagem semelhante, e do Digg, que vai deixar de funcionar com o navegador da Microsoft. Além disso, uma petição no Twitter já coletou quase 10 mil assinaturas pedindo que os internautas deixem de usar o navegador, enquanto o Facebook exibe mensagens pedindo para os usuários atualizarem o navegador desde fevereiro deste ano.
A Microsoft já reconheceu que o IE6 não é o melhor navegador disponível atualmente e pede que os usuários migrem para a atual versão, a 8. Por outro lado, a empresa reconhece que alguns usuários podem ter dificuldade para fazer a atualização do browser. Oficialmente, o IE6 será atualizado e receberá suporte da companhia até abril de 2014, quando o Windows XP e o navegador serão descontinuados.
Fonte: http://idgnow.uol.com.br/internet/2009/08/05/mais-de-40-empresas-de-interne
t-aderem-a-campanha-201cmatem-o-ie6201d

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Desafio Philips

Curiosa e divertida peça publicitária documenta uma experiência da empresa holandesa de eletrônica Philips, feita com um galo de fazenda chamado Simon.
O objetivo era testar o produto "Philips Wake-up Light" (lâmpada para acordar) e o desafio era o seguinte: se, dentro do galinheiro, a lâmpada
conseguisse fazer o galo cantar antes do alvorecer, então seria o sucesso.
Montaram então toda uma parafernália eletrônica de áudio e vídeo perto do galinheiro - o Rooster Control Center (centro de controle de galo).
Interligaram sensores, cabos de rede, caixas de som, câmeras, fotômetros, tripés e células fotoelétricas.
A lâmpada em teste se acenderia às 3:00 da matina, não como uma lâmpada comum, de repente, mas sim lentamente, aos poucos, como se fosse o sol nascendo, em "fade up".
Generosos, membros da equipe optaram por instalar até um móbile com caixa de música para dar mais conforto a Simon na hora de dormir.
À hora marcada, a lâmpada acendeu como previsto. E o resultado... bem, está no vídeo em anexo.
Com isso, a empresa disparou seu concurso de idéias criativas: "Quem consegue desafiar a Philips?". Um canal especial no Twitter é dedicado a captar ídéias de propostas feitas por usuários. O prêmio é uma TV Philips Cinema Ambilight 21:9, super widescreen. O site oficial é www.philipsvs.com.
Um canal no Flickr também foi criado.

Fiat Mio - O primeiro carro “open source”


Foi anunciado pela Fiat que o seu novo carro conceito será concebido com a colaboração dos consumidores. Qualquer um poderá ajudar na concepção do novo protótipo que será apresentado em outubro de 2010, no Salão do Automóvel de São Paulo.
É mais uma tentativa inovadora de conseguir chegar mais rapidamente ao universo digital, após divulgar, em junho deste ano, a parceria com o Google Street View, aqui.
O novo projeto, idealizado pela Agência Click, recebeu o nome de Fiat Mio, e é pioneiro no mercado automotivo, quebrando o paradigma que geralmente cerca as montadoras que mantém o processo de desenvolvimento de um carro em sigilo total.
As sugestões de design, segurança e features serão aceitas no sites http://fiatmio.cc e consideradas pela empresa.
Você pode rotular como quiser: “Open Source“, “Creative Commons” ou até “Crowdsoursing“. O que importa é que isso vai fazer uma grande revolução na indústria.

Twitter gera emprego mais cobiçado entre blogueiros

Laura M. Holson
"Minha missão na vida é conseguir esse emprego", diz Amanda Casgar, mais conhecida pelos executivos da Murphy-Goode Winery, no condado de Sonoma, Califórnia, como "candidata n° 505". Três semanas atrás, a Murphy-Goode começou a procurar por um "especialista em mídia social", um conhecedor de vinhos disposto a se mudar para Healdsburg por seis meses a fim de promover as variedades malbec e chardonnay que a vinícola produz, em blogs, no Facebook e no Twitter. O posto, cuja designação formal é "correspondente de estilo de vida", oferece salário mensal de US$ 10 mil e mais acomodação gratuita em uma casa particular a curta distância da sala de degustação da vinícola.
Casgar, antiga executiva de marketing em uma revista, vem endossando sua própria candidatura com o mesmo entusiasmo que demonstraria diante de uma garrafa de petit verdot. Ela já usava o Twitter ocasionalmente, mas começou a postar com mais frequência, e principalmente sobre vinho. Criou um site, "Goode Times with Amanda Casgar", para acompanhar sua busca pelo cargo. Como meia dúzia de outros ávidos candidatos, criou uma comunidade no Facebook, comprando anúncios por US$ 0,50 o visitante, a fim de gerar tráfego.
E na semana passada Casgar dedicou dois dias a gravar um vídeo-currículo, rejeitando a idéia de cantar um rap ("queria demonstrar minha personalidade, mas sem ser muito brega ou absurda", explicou), optando em lugar disso por um monólogo cômico intitulado "atos aleatórios de vinitude".
Investir no futuro é isso. A posição de especialista em mídia social, que já foi adotada por empresas como Comcast, General Motors e JetBlue Airways, se tornou o emprego mais cobiçado entre os adeptos do Twitter. Para as empresas, relacionamentos pessoais se tornaram a nova forma das relações públicas.
É claro que companhias vêm tentando explorar as possibilidades de marketing da mídia social há anos - lembram-se de todas aquelas lojas de grife estabelecidas no Second Life? Políticos e atores também aprenderam a contornar a mídia de grande parte e interagir diretamente com os fãs (e inimigos). Mas apenas recentemente as companhias começaram a contratar funcionários especificamente para isso, em larga medida devido à popularidade explosiva do Twitter.
Para algumas delas, o Twitter representa uma extensão do atendimento ao cliente, uma forma eficiente de resolver os problemas de clientes insatisfeitos. Para outras, o uso de mídia interativa é estritamente promocional. A Pepsi, por exemplo, recentemente publicou um anúncio no qual solicitava jornalistas e estudantes para um trabalho temporário como correspondentes de Twitter durante a Semana da internet, em junho em Nova York.
Ter um adepto das mídias sociais como parte da equipe é uma maneira de criar conversação sobre uma marca, da mesma maneira que os executivos das gravadoras de hip-hop dos anos 90 usavam equipes de rua para promover novos músicos nos mercados urbanos. E também representa um exemplo, raro nos dias que correm, de um setor em crescimento. A Forrester Research, uma companhia de pesquisa e marketing, tem 12 analistas que aconselham mais de 100 empresas sobre como usar redes sociais a fim de convencer consumidores fazer coisas como abrir contas bancárias ou comprar mais sorvete.
"O Twitter chegou a um ponto no qual todos parecem estar interessados nele", disse Josh Bernoff, analista da Forrester e co-autor de um livro sobre tecnologias sociais. Mas interesse não significa capacidade, diz. As qualidades que fazem de uma pessoa um bom operador de mídia social ¿entre as quais disponibilidade permanente para atender às pessoas que escrevem- diferem dos recursos mais necessários ao pessoal de relações públicas que opera na mídia convencional.
"Eles não se comportam como porta-vozes de empresas, mas como pessoas reais", diz Bernoff. "É preciso ser cuidadoso com o se que diz, mas ao mesmo tempo ter um estilo muito mais pessoal do o de um profissional corporativo de relações públicas. É preciso encontrar pessoas que compreendam os costumes e a etiqueta. Nem todo mundo sabe como se comportar".
É evidente que qualquer tecnologia nova tem seus limites. O Twitter, por exemplo, não foi desenvolvido para a solução de problemas complexos, e as empresas que usam demais o recurso correm o risco de irritar os usuários. "Não é a forma certa de fazer qualquer anúncio significativo", disse Paul Gillin, jornalista tecnológico que escreveu um livro sobre o uso das mídias sociais em marketing. "Basta que uma pessoa expresse insatisfação no Twitter e as empresas logo cedem e atendem suas exigências", afirmou. "E isso pouco faz para encorajar a fidelidade de marca".
Em algumas empresas, apenas as pessoas de personalidade mais audaciosa e com estilo conhecido no Twitter são consideradas para essas posições. Considerem o caso de @Christi5321, ou, como sua família e amigos a conhecem, Christi Day, especialista em mídias emergentes da Southwest Airlines. "Gosto de ser o centro das atenções", diz a esfuziante Day, 25, que foi animadora de torcida na universidade. "Fiz parte da equipe de dança da Universidade Cristã do Texas. Adoro ter uma audiência. Comparo o Twitter a um bar ou evento social". As pessoas que conquistam a maior atenção, ela diz, "tem uma história para contar".
Na Southwest, empresa conhecida por sua excentricidade, a história pode ser muito pessoal. Tudo depende de Day, que por exemplo comentou em diversas mensagens do Twitter as queimaduras de sol que recebeu em uma recente sessão fotográfica. Ou respondeu "sim" a um sujeito que perguntou se ele era a única pessoa a considerar a Southwest como superestimada. Day acrescenta que "muita gente envia mensagens no Twitter sobre as celebridades que viram nos aviões. Adoro fofocas sobre celebridades, e isso me anima muito". Um exemplo? "Alguém acaba de ver Vanessa Hudgens", ela diz, com uma risadinha.
"A empresa nos dá liberdade para que sejamos nós mesmos", diz Day sobre os funcionários da Southwest. "Desde que eu me mantenha dentro dos objetivos de comunicação e seja sempre precisa em minhas informações, posso me comportar como quiser".
A despeito da personalidade brincalhona que demonstra, o objetivo primário de Day é apresentar a imagem da Southwest da melhor maneira possível. Ela o faz acompanhando o que usuários dizem sobre a companhia aérea 24 horas por dia, e resolvendo quaisquer queixas antes que a situação se agrave. (Sim, ela dorme, ainda que a primeira coisa que faça ao acordar seja verificar seu Twitter.) No caso da Murphy-Goode, David Ready Jr., um especialista em preparação de vinhos, afirma que o posto envolvendo as novas mídias sociais representa um esforço da vinícola para atrair clientes mais jovens (a idade média dos enófilos é de 52 anos, segundo ele). "A pessoa que exercerá essa função não precisa necessariamente ser um sommelier, mas é preciso que seja um apaixonado por vinho", ele afirmou. "Queremos alguém que os usuários desejem acompanhar".
A campanha já está começando a mostrar resultados. Cerca de 600 pessoas se candidataram ao posto na Murphy-Goode, e o prazo para a seleção se encerra em 19 de junho. O site da empresa recebeu cerca de 50 mil visitas desde que a busca pelo novo funcionário foi iniciada. Mas não deixam de acontecer problemas. Em uma entrevista recente, o jornalista perguntou a Ready se ele mesmo usava o Twitter. Quando o vinicultor respondeu negativamente, a encarregado de relações públicas da empresa lhe deu uma bronca. "Ela me disse que eu não deveria contar que não tenho conta no Twitter", ele diz. "Mas o que eu pensei foi que, oras, não estamos contratando alguém para fazer isso por nós?"
Fonte: The New York Times

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Utilidade Pública

- Serviço 102
Quando você precisar do serviço 102, que custa R$ 2,05.
Lembre-se que agora existe o concorrente que cobra apenas R$ 0,29 por informação fone 0300-789-5900.
Para informações da lista telefônica, use o nº 102030 que é gratuito, enquanto que o 102 e 144 são pagos e caros.

- Correios
Se você tem por hábito utilizar os Correios, para enviar correspondência, observe que se enviar algo de pessoa física para pessoa física, num envelope leve, ou seja, que contenha duas folhas mais ou menos, para qualquer lugar/Estado, e bem abaixo do local onde coloca o CEP escrever a frase 'Carta Social', você pagará somente R$0,01 por ela. Isso está nas Normas afixadas nas agências dos correios, mas é claro que não está escrito em letras graúdas e nem facilmente visível. O preço que se paga pela mesma carta, caso não se escreva 'Carta Social', conforme explicado acima custará em torno de R$0,27 (o grama).
Agora imaginem no Brasil inteiro,quantas pessoas desconhecem este fato e pagam valores indevidos por uma carta pessoal diariamente?

- Telefone Fixo para Celular
Se você ligar de um telefone fixo da sua casa para um telefone celular, será cobrada sempre uma taxa a mais do que uma ligação normal, ou seja, de celular para celular. Mas se acrescentar um número a mais, durante a discagem, lhe será cobrada apenas a tarifa local normal..
Resumindo: Ao ligar para um celular sempre repita o ultimo dígito do número.
Exemplos:
9XXX - 2522 + 2
9X7X - 1345 + 5
Atenção: o número a ser acrescido deverá ser sempre o último número do telefone celular chamado !

- Serviços bancários pela Internet
Para quem acessa o Home Banking de casa. Vale a pena ler e se prevenir. Quando for fazer uso dos serviços bancários pela internet, siga as 3 dicas abaixo para verificar a autenticidade do site:
1 - Minimize a página. Se o teclado virtual for minimizado também, está correto. Se ele permanecer na tela sem minimizar,é pirata! Não tecle nada.
2 - Sempre que entrar no site do banco, digite SUA SENHA ERRADA na primeira vez . Se aparecer uma mensagem de erro significa que o site é realmente do banco, porque o sistema tem como checar a senha digitada. Mas se digitar a senha errada e não acusar erro é mau sinal. Sites piratas não têm como conferir a informação, o objetivo é apenas capturar a senha.
3 - Sempre que entrar no site do banco,
verifique se no rodapé da página aparece o ícone de um cadeado; além disso
clique 2 vezes sobre esse ícone; uma pequena janela com informações sobre a
autenticidade do site deve aparecer. Em alguns sites piratas o cadeado pode até aparecer, mas será apenas uma imagem e ao clicar 2 vezes sobre ele, nada irá acontecer.
Os 3 pequenos procedimentos acima são simples,mas garantirão que você jamais seja vítima de fraude virtual.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Endereço de site pode estar com seus dias contados

São Paulo, (AE) - O "www" pode estar com os dias contados. Explosão de redes sociais, acesso à web pelo celular, necessidade de agilidade na informação e, lógico, a chatice de ter de decorar um monte de endereços do tipo www.site.com.br: tudo conspira para que os endereços de internet, as chamadas URLs (Uniform Resource Location ou, em português, Localizador de Recursos Universal), saiam de moda para dar espaço a outras formas de se acessar sites. E, assim, tornar a navegação mais humana, deixando de lado códigos voltados para máquinas.
Se em 1991, quando as URLs foram criadas, para saber sobre um carro novo era preciso descobrir o endereço online da montadora, hoje basta colocar o nome do carro no Google. Ou um amigo pode enviar um link no Twitter. Ou você pode apontar a câmera do celular para um anúncio do jornal e não ter de digitar o endereço nas teclinhas pequenas do aparelho. "Desde o início, as URLs são para as máquinas. Esses endereços são a base do funcionamento da internet", diz Ian Jacobs, membro da W3C.
Para se ter ideia dessa mudança - que começou tecnológica, mas tornou-se principalmente comportamental -, sites com URLs fáceis de se lembrar como MSN, Orkut e YouTube são alguns dos termos mais buscados no Google. "As pessoas preferem pesquisar a escrever na barra de endereço", diz o arquiteto da informação Guilhermo Reis. "É mais prático. Se errar a grafia, por exemplo, o Google corrige."
A questão fez que o próprio Google, ao lançar o seu navegador, o Chrome, optasse por não ter uma barra só para endereços. Ela serve tanto para digitar uma URL como para fazer uma busca. "As pessoas não se preocupam em lembrar dos endereços e, de uma forma ou de outra, já confundiam o campo para a URL com o de buscas. O que fizemos foi facilitar", explica o responsável mundial pelo Chrome no Google, Brian Rakowski.
Outro ponto: se lá no começo da internet a ideia era descobrir a URL do site para navegar na página, agora, segundo Rakowski, os internautas esperam encontrar a informação que querem diretamente. Ou seja, achar o pedaço do site que já fala sobre o assunto e não ter de ficar procurando dentro dele. Aí, além da busca do Google, que já permite clicar no link relativo à informação desejada sem passar pela home, há outra possibilidade que se dissemina cada vez mais, que é usar redes sociais, como Twitter e Facebook, para navegar online.
Os dois serviços, principalmente, colocaram um ritmo frenético na troca de links pela internet. O movimento já vinha com Wikipedia, blog, MSN, listas de discussão e outros sites do tipo 2.0. Mas, pela própria natureza destas duas redes - instantaneidade e agilidade -, isso se acentuou. Os internautas trocam cada vez mais links. E, com esses links, vieram os encurtadores de URL, que tornaram minúsculos endereços gigantescos. Não são fáceis de decorar, mas ajudam a postar.
Tanto a busca interna do Google nos sites como a troca de links do Twitter causaram outro golpe à URL: se antes o internauta ia a um site específico para buscar informações, agora quer acesso a elas independentemente do site em que esteja. E com uma chancela de credibilidade. "O filtro não é mais a URL, mas o destaque que o site tem no Google ou a indicação do amigo. Esses dois quesitos criam a relevância hoje", explica Roberto Martini, sócio da agência de publicidade digital Cubo.cc.
Em celulares, a situação é mais complexa. Digitar URLs, mesmo que pequenas, é muito mais chato no tecladinho do aparelho. Mas já há tecnologias de realidade aumentada em que não se digita nada. Num anúncio de jornal, você posiciona a câmera do celular sobre um quadradinho e pronto. O site se abre.
Se a URL irá morrer? "Para as máquinas não. Para as pessoas, irá perder cada vez mais relevância", afirma um dos "pais" da internet no Brasil, Demi Getschko, do Nic.br, o órgão responsável pelo registro de URLs no País. Mesmo assim, diz Pedro Cabral, diretor da Agência Click, ainda é uma forma de dar credibilidade ao site. "Mesmo que não cheguem pela URL, as pessoas confiam mais quando olham na barra de endereços e veem que o site tem uma marca. Isso ainda traz credibilidade."
Fonte: http://br.tecnologia.yahoo.com/article/05082009/25/tecnologia-noticias-endereco-site-dias-contados.html

Envelhecendo

Vídeo muito bonito!!

Uso de palavras estrangeiras é liberado no Paraná

Sindicato das Agências de Propaganda do Estado (Sinapro) consegue liminar para derrubar a multa prevista pela nova Lei, que impedia a veiculação de termos estrangeiros em peças publicitárias
O uso de frases e expressões estrangeiras nos comerciais e anúncios veiculados no Paraná está temporariamente liberado. O Sindicato das Agências de Propaganda do Estado do Paraná (Sinapro-PR) conseguiu uma liminar no Tribunal de Justiça suspendendo a Lei que proibia o uso de qualquer termo estrangeiro na publicidade local.
Há pouco mais de duas semanas, o governador do Paraná, Roberto Requião, aprovou a Lei - de autoria dele próprio - sob a alegação de que a medida teria a iniciativa de reconhecer e valorizar o uso da língua portuguesa na publicidade. Segundo ele, qualquer anúncio que trouxesse algum termo ou expressão estrangeira deveria vir acompanhado de sua respectiva tradução. De acordo com o texto do governador, os anunciantes, agências e estabelecimentos que descumprissem a Lei teriam de arcar com uma multa de R$ 5 mil.
Com a liminar conseguida pelo Sinapro, o uso de palavras estrangeiras em anúncios e peças publicitárias ficam liberados e a multa não poderá ser aplicada. Além da aprovação dessa lei, o governo do Estado do Paraná vem tomando uma série de medidas em relação à publicidade e as ações de comunicação realizadas na região. Entre elas, está a possibilidade do governo estadual contratar diretamente as emissoras de TV para a veiculação das campanhas governamentais, sem a utilização de uma agência de publicidade para intermediar a negociação.
Fonte: Meio e Mensagem

Samsung lança aparelho com células solares


A Samsung acaba de lançar no Brasil, em parceria com a TIM, um telefone móvel ativado por energia solar.
"É o primeiro do mercado", afirma Silvio Stagni, vice-presidente da Divisão de Telecomunicações da empresa. "Além da bateria normal, a placa traseira é formada por células solares."
Ainda não é possível, no entanto, falar ao telefone usando somente energia luminosa. Cada hora de carregamento ao sol equivale a 8 a 10 minutos de conversação. "É mais para uma situação em que a bateria está acabando", explicou Stagni.
O preço sugerido do aparelho Crest Solar, em planos pré-pagos, é de R$ 199. "Ele tem o mesmo preço de aparelhos com as mesmas funções, mas sem a preocupação com o impacto no meio ambiente."
Existem outros aparelhos no mercado com essa preocupação. Em março, a Motorola lançou no Brasil o W233 Eco, fabricado com material reciclado de garrafas plásticas e com certificado de neutralização de carbono. O aparelho tem preço sugerido de R$ 199.
Andréia Vasconcelos, gerente de marketing da Motorola, destacou a importância de o produto estar posicionado numa faixa menor de preço, tornando-o mais acessível. "O aparelho é fruto de material reciclado e reciclável."
Para Rogério Takayanagi, diretor de Marketing da TIM, a sustentabilidade é uma maneira importante de a operadora se diferenciar num mercado competitivo como o de telefonia celular. "É necessário trabalhar o nível de preferência e de rejeição do consumidor", explicou o executivo. "Há uma rejeição muito grande às empresas, por causa de problemas de atendimento. A sustentabilidade mostra um compromisso de longo prazo."
A Nokia vende em outros mercados o modelo 3110 Evolve, que ainda não tem previsão de lançamento no país. Ele é produzido com materiais reciclados e consome menos energia ao ser recarregado. "Esse modelo é só a ponta de lança, que leva a uma mudança na cadeia de fornecimento como um todo", explicou Gustavo Jaramillo, diretor de Serviços da Nokia. "Em breve, essas características devem ser adotadas na linha toda."
Fonte: http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20090805/not_imp413654,0.php

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Twitter é mais utilizado por Adultos

Pesquisa da A/C Nielsen revela que o Twitter é mais utilizado por adultos, seguindo os dados onde 42% dos usuários possuem entre 35 e 49 anos, e 20% tem entre 25 e 34 anos.
Segundo o site VNUNet, o site está sendo utilizado primariamente como uma ferramenta de negócios, e 62% das visitas ao portal são feitas de escritórios, enquanto apenas 35% são conduzidas em ambientes domésticos. O crescimento do site em um ano foi de 1.382%, de 475 mil visitantes únicos em fevereiro de 2008 para sete milhões no mesmo período em 2009. O Twitter foi a rede social de maior crescimento anual, seguida pelo Zimbio (240%), Facebook (228%), Multiply (192%) e Wikia (172%). A mobilidade do serviço, que pode ser acessado e atualizado por celulares, é essencial para seu sucesso. Em janeiro de 2009, 735 mil visitantes únicos acessaram o Twitter pelo celular.
Fonte: www.geek.com.br
Para quem ainda não sabe ao certo o que é o Twitter: http://www.youtube.com/watch?v=YgAlE33lCQA
Explicação séria sobre o que é o Twitter: http://www.twitterbrasil.org/2009/02/17/o-que-e-o-twitter/